sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Beringela recheada com atum

Quem gosta de beringela recheada?

Eu já tinha feito com carne picada e não apreciei muito, penso que nem deixei aqui a receita, esta com atum foi a minha mãe que descobriu a receita, experimentou e como gostaram tanto lá em casa, resolvi fazer para experimentar.

Fica muito bom, muito melhor do que qualquer expectativa.


1 beringela grande
2 latas de atum.
1 cebola pequena.
2 dentes de alho.
1 tomate bem maduro.
Queijo ralado a gosto.
Sal e oregãos a gosto.

Cortar a beringela no sentido longitudinal e retirar com cuidado a polpa para não rasgar a pele, deixando uma espessura que dê para rechear. 
Eu retirei com um utensílio de fazer bolinhas, ou uma colher pequena também serve.

Por o forno a aquecer a 200º e enquanto aquece, aproveitar para meter a casca da beringela dentro, para cozer um pouco, enquanto se faz o recheio (apenas para maior rapidez).

Picar a cebola, alho e refogar em azeite, juntar a polpa da beringela e o tomate  quando estiverem os legumes quase cozidos, juntar o atum escorrido, envolver e deixar cozinhar mais um pouco até quase secar o molho.

Encher as metades da beringela e levar ao forno durante 20 min mais ou menos e quase no fim polvilhar com queijo ralado, mozzarela ou mistura de queijos a gosto e polvilhar com oregãos.


Servir acompanhada de arroz, ou assim só simples que foi o meu caso.

sábado, 2 de setembro de 2017

Doce de courgette aromatizado com limão e canela

Fim de férias, a escola à porta, época de retomar as actividades rotineiras.

Fazer doces não é rotina, mas um prazer para mim, adoro fazer doces, tenho pena de ninguém comer muito cá em casa, por isso faço poucos.
Doce de courgette nunca tinha feito, mas já há algum tempo que andava com vontade de experimentar.
Este ano como tivemos uma grande produção, na nossa quinta e ainda me ofereceram algumas e já congelei para a sopinha do ano inteiro, resolvi fazer um pouco de doce.

Mas..... com pouco açúcar como manda a tradição cá em casa


2 kg de courgette
700 Gr de açúcar
Casca de 1 limão
2 paus de canela

Descascar as courgettes e estas como eram já grandes demais, retirei toda a polpa e sementes.
Partir em cubinhos e meter no tacho, por cima colocar o açúcar, a casca do limão e os paus de canela e deixar macerar por 15 ou 20 minutos, para o açúcar derreter.

Levar ao lume brando até atingir ponto (quando se deixa cair doce da colher forma uma bolinha leve).

No robot de cozinha, pulverizar primeiro a casca do limão 10seg vel.5
meter os cubos da courgette no copo, junto com o açúcar e o pau de canela e programar 30min. 100º vel.2 quando atingir a temperatura, substituir o copo medida pelo cesto, e no final do tempo verificar a consistência do doce, se estiver muito liquida, por mais 10min. 120ºvel2 a gosto.


Meter em frascos com tampa de metal, com o doce ainda a ferver e apertar bem a tampa, não precisa inverter os frascos porque o doce conserva-se na perfeição, ao arrefecer forma-se vácuo e não havendo ar não há "bichos", é assim que conservo os meus e aguentam-se anos se for preciso....

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Água aromatizada

Para quem não gosta muito de beber água, assim aromatizada e sempre uma boa ideia.

Fáceis de fazer, depois é só guardar em recipiente garrafa ou jarra no frigorífico, porque não se conservam muito, os frutos oxidam e fica com um sabor estranho, mas no frigorífico conseguimos guardar algumas horas.


Podíamos comprar umas que agora se vulgarizaram, muitas marcas têm.... mas não era a mesma coisa.


Eu cá em casa costumo fazer com frutos vermelhos que tenho sempre no congelados, 1 colher de sopa é suficiente para 1 a 2 litros, com umas gotas de limão e umas folhas de hortelã, fica deliciosa e sem açúcar ou com uma pitada de açúcar mascavado, mas o normal é mesmo sem.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Navegando por águas calmas, entre o Guadiana e a paisagem alentejana

E porque a época é de férias, quem ainda vai a tempo de fazer este passeio :)

Um Cruzeiro no Guadiana que fiz no ano passado, mas na altura não tive oportunidade de deixar aqui a experiência, mas vai sempre a tempo.
Pois para quem pensa que só o Douro tem cruzeiros de rio no nosso país, está enganado, no Guadina também se fazem uns passeios muito interessantes e divertidos.


Eu fui pela empresa Riosultravel e gostei muito, uma equipa de animação espectacular, os mesmo fazem tudo, são marinheiros, guias turísticos, cozinheiros e até músicos e cantores, uma animação :)


Gostei de fazer este passeio, pela paisagem que se percorre e pelo dia muito bem passado, mas gostei também de ver que por cá se fazem passeios de qualidade para estrangeiros onde mostramos o que é nosso, os nossos costumes, gastronomia e musica.




O barco sai de Vila Real de Santo António e termina em Odeleite.




"De Vila Real de Santo António rio a cima entre Portugal e Espanha, desfrute da beleza natural do Guadiana e suas aldeias ribeirinhas. Desembarque na Foz de Odeleite para um passeio a pé pela aldeia (opcional) e visita à queijaria da Ti Rita. Chegada à "Quinta do Rio" local de beleza ímpar, com vista sobre o rio e aldeia, onde após um banho refrescante, é servido um delicioso churrasco, acompanhado com produtos naturais da região e ervas aromáticas, regado com vinho tinto e branco regional. A música ao vivo acaba por criar um ambiente animado e alegre. A viagem de regresso rio abaixo, é relaxante no terraço superior, ou refrescante no salão bar."






Nós fizemos o passeio na aldeia e provámos os queijinhos na queijaria da ti Rita, gostei de ouvir as explicações dadas aos turistas pelo nosso guia, que neste caso são na sua maioria estrangeiros, gostei de fazer parte deste grupo e gostei de ser "turista" cá dentro, já tinha tido esta oportunidade noutra situação e acho engraçado ver o nosso portugal pelos olhos de pessoas de outras nacionalidades, a perseguição que lhes fazem para lhes venderem toalhas e tudo mais com o nosso símbolo nacional, nem que seja made in china :D (não foi o caso deste passeio) mas a nós enquanto turistas noutros países fazem-nos o mesmo.


 Quem visita a aldeia deixa aqui o barco e segue a pé


Mãe posso ir já para piscina com os marinheiros 






e no meio da tradição nada como uns candeeiros modernos :)


E as vistas da aldeia...... quem mora aqui concerteza só terá stress de não ter stress :)




Depois de percorrer a aldeia e seguir a pé para a quinta onde seria servido o almoço, sob o calor algarvio de verão, nada melhor que refrescar na sua piscina, enquanto a equipa nos tratava do almoço. 








O restaurante da quinta decorado a rigor







Um pormenor que faz toda a diferença e do qual eu gostei muito foi a animação a seguir ao almoço, em particular as musicas que cantaram, tipicamente portuguesas a até algumas de cariz politico e histórico, sendo isso referido, aquilo que deveria ser feito em todos os locais turísticos.
Acho deprimente o que fazem em muitos restaurantes ou bares e no Algarve em particular, são mestres nisso, ter musica ao vivo, inglesa ou americana!!!! eu detestaria ir ao Egipto ou ao Brasil ouvir fados!!!! cada coisa no seu sitio e a Riosul está de parabéns nisso 5***









Este senhor não faço ideia o que terá a ver com o algarve...

A empresa tem outros passeios e um que tinha pensado fazer este ano, mas acabei por não fazer, que é a Rota dos Mouros, que combina o Jeep safari na subida até à Quinta do Rio com a descida em barco, deve ser ainda mais interessante.


E foi um dia muito bem passado.